Criadouro Omega, Conheça a história de sucesso de seu proprietário Pedro Amaro – PA

Através de um sonho de menino por volta dos seus 10 anos de idade em 1961, Pedrinho como era conhecido já admirava o pássaro curió, naquele tempo não tinha o apoio dos seus pais na criação, e para não deixar de criar volta e meio tinha um escondido na casa vizinha a sua, de seu saudoso tio (Sadala Amaro),  este já admirava com carinho a iniciativa de Pedrinho na criação e observação do canto do curió.

Um fato que ficou marcado, entre uma briga e outra dentre irmãos, Pedrinho era entregue ao seu pai por criar escondido na casa do seu tio, que logo pedia para o mesmo ir buscar o seu pássaro e soltava dando a ele a liberdade merecida, pois ainda que haja inocência de uma criança de aproximadamente 10 anos de idade, todos os pássaros que nascem silvestre assim devem permanecer, mas isso veremos mais para frente nesta história.

Como todo bom criador, Pedrinho jamais desanimou, e sempre que seu pai soltava um ele comprava outro para por no lugar, naquele tempo não existia órgão de fiscalização para este tipo de criação e era muito comum nos sítios e casas do campo.

Sua admiração e respeito pela especie fez com que Pedro Amaro se aprofundasse na criação buscando conhecimento fora da sua cidade e estado.

Por volta dá década de 70 Pedro conheceu o canto goiana com 8  notas,  na época um canto de menos notas e poucos recursos sonoros, o que era muito difícil fazer um filhote encartar o canto pelo som, usava-se o toca ficas. Existia uma grande dificuldade do pássaro em aprender pelo toca fitas,  pois a frequência sonora do som e do ouvido dos pássaros eram bem diferentes.

Em 2006 Pedro Amaro buscando legalizar-se como Criadouro Comercial em parceria com um amigo,  criou o Criadouro Omega, nome sugerido por amigo.

Autorização de manejo da fauna silvestre numero: 1501.6719/2012 -PA. Concedida p/ Ibama. Cadastro técnico federal 762106. Licença de operação (lo): Nº 6601/2012 (9146/2015):(Cemas-PA).

A partir do ano 2000 Pedro já realizava reprodução em ambiente doméstico em parceria com o Catharino do criadouro Netuno, nesse momento eram voltados para curió de fibra, a partir de 2006, Pedro passou a criar apenas canto, dando início a sua genética voltada para canto goiana.

Galadores do Criadouro
GP 20
Luis Negrizoli (Filho do Gaiola Preta)
GP Duble.  (Filho do Gaiola Preta) Regente Vezuzu Omega Big-K

(Neto do Big Ben)

FaraOmega
Big Boy (Filho do Big Ben) Sombra Ômega Burigan Ômega (Pai) Burigan  Neto (Filho do Burigan Jr.) Xodó 200
(Neto do Xodó antigo)

 

Depoimento de José Maria Sousa presidente da AOPE (Associação Ornitológica de Pernambuco.)

Em 1998 Pedro Amaro foi um difusor do goiana clássico para todo o Brasil, no Nordeste a genérica que fez grande diferença até os dias atuais são; no início com os filhos do Fidalgo e Sadanzinho, porém o grande baluarte que até os dias atuais é preferida para encarte do canto goiana clássico 12 notas são; GP-20, GP-Duble Gaiola Preta, Vezuzio e o Burigan, todos galadores e raçadores.

Das Fêmeas que geneticamente falando foram as que transmitiram mais qualidade e características para o encarte do canto goiana 8, 10 e atualmente 12 notas foram:

GP-Desca, GP-Dova, Redova, Madesca, Burigola e Ciriola.

Dando um grande impulso na qualidade do canto goiana.
Pedro Amaro é conhecido por ser não só um grande criador e admirador do canto goiana clássico, ele é conhecido também por ser um grande amigo e companheiro de todos em todas as horas! Temos aqui em Pernambuco muito carinho e admiração por ele!

Se você gostou da matéria e deseja conhecer o site do criadouro Omega, Clique Aqui.

Telefone de contato:  (91) 98146-0500
E-mail:omega.pedroamaro@gmail.com
BENEVIDES/PA

 

Galeria de fotos dos amigos reunidos com Pedro Amaro:

 

 

 

 

Gostou? Deixe seu comentário: